Passeios em Gramado

A Capucho Turismo vai te levar a esse magnífico sonho idealizado por um Francês estabelecido aqui na Serra Gaúcha em 1948, e que transformou sua Vitivinícola em uma das pioneiras no Estado na produção de vinhos finos e artesanais.

Os 27 hectares cultivados estão a 830 metros de altitude, em solos pedregosos e profundos, com uma exposição geográfica privilegiada, do nascente do sol, com incidência de raios solares nas primeiras horas da manhã, até o pôr-do-sol, o que favorece a maturação homogênea dos frutos.

As baixas temperaturas durante o inverno são fundamentais às videiras no período de dormência. As condições meteorológicas do Vale do Morro Calçado exercem influência sobre a produção e a qualidade da uva, em todos os períodos fenológicos da videira, desde o repouso vegetativo, que ocorre durante o inverno, na brotação, floração, frutificação e crescimento das bagas, em meio ao clima ameno da primavera, em sua maturação provinda do calor do verão, até a queda das folhas ocorrida na estação do outono.

Essas condições climáticas, aliadas à topografia montanhosa e ao excelente estado do solo, permitem a maturação perfeita dos frutos, formando o Terroir ideal: um conjunto de fatores que contribui para a elaboração de um vinho raro, de personalidade única. Mais que isso, desse Terroir do Vale do Morro Calçado nasce o segredo da identidade de um vinho nobre, de sensação inexplicável, revelado somente no paladar.

Com a qualidade superior das uvas colhidas e a quantidade limitada de garrafas por safra, a Jolimont se coloca em um grupo seleto, que elabora vinhos artesanais genuínos, puros e de qualidade internacional.

Você em nossos passeios por Gramado e Canela

O que falam da gente:

Quem já passeou com a gente:
ADORARAM 98%

98,49 % de aprovação de nossos passeios
(Nota média 4,9 de um total de 5,0)

VISITA A UMA VINÍCOLA E SEUS PARREIRAIS.

Ao chegar no Morro Calçado você vai se deslumbrar com uma vista inesquecível escolhida pelo francês Brierre, por lembrar da sua cidade natal na França. Chegou com a esperança de uma nova vida e suas mudas de videiras, com as quais iniciou a Jolimont. Atualmente os parreirais são um evento à parte, cercada por eles a Jolimont mantém um ar de rusticidade e exclusividade. A visita às parreiras ocorre durante todo ano com ênfase de dezembro à março onde elas estão tomadas de uvas e folhas. Já durante o ano o trabalho nas parreiras, como poda verde e a poda seca, proporcionam um olhar diferente e belo onde a preparação e o trabalho duro são necessários para que ocorra uma grande safra e, com isso, grandes vinhos. Conheça nossos parreirais o ano todo.

Open chat
Posso te ajudar?
Seja bem vindo.
Em que posso ajudar hoje?
Powered by